ME DESCULPE

-Então, Anderson, eu te chamei aqui pra… Eu te chamei aqui pra te pedir desculpa. -Ué.
-O esporro que eu te dei ontem foi completamente injusto. Eu que me equivoquei em relação aos relatórios. Você estava coberto de razão.
É isso. -Caraca.
-Foi. Não, chefe, agradecido mesmo por isso. Mas se o senhor puder fazer essa mesma coisa que o senhor fez aqui, não muda nada, lá no Rio de Janeiro, na frente de todo mundo que viu o senhor me dando esporro ontem, ia ser lindo.